segunda-feira, 16 de março de 2015

Livro lança olhar inovador sobre relações entre consumo e marcas

Consumo, direitos e regulação,  foram temas destacados pela mídia nesse dia 15 de março, data na qual é comemorado mundialmente o Dia Mundial do Consumidor, com o estabelecimento de normas para o mercado.

Como as práticas de consumo dos lugares e nos lugares mediam a produção de subjetividades, estilos e categorias de identificação? Como os processos de diferenciação social se realizam no âmbito do mercado, articulando marcadores sociais como sexualidade, gênero ou classe social?

O livro “Consumindo lugares, consumindo nos lugares” resultou de uma pesquisa etnográfica em locais relacionados à homossexualidade masculina, lançando um olhar inovador sobre os estilos das relações entre o consumo e as marcas sociais da diferença.

O resultado final é uma leitura prazerosa e acessível para o público geral. Uma abordagem que reconhece que a exposição ao mercado é mais intrincada do que a mera alusão à alienação.

Essa publicação, de 2012, faz parte da Coleção Sexualidade, gênero e sociedade, uma parceria com o CentroLatino-Americano em Sexualidade e Direitos Humanos (CLAM), um projeto do Programa de Estudos e Pesquisas em Gênero, Sexualidade e Saúde, do Instituto de Medicina Social, criado em 2002, com a finalidade de produzir, organizar e difundir conhecimentos sobre a sexualidade na perspectiva dos direitos humanos.

Por Carmem Prata
Jornalista, pesquisadora de tecnologias de comunicação, cultura letrada e cibercultura.
@carmem_prata