quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Leôncio Rodrigues fala das divisões políticas entre esquerda e direita no Brasil

Um dos fundadores da sociologia do trabalho no Brasil, Leôncio Martins Rodrigues é entrevistado por Maria Andréa Loyola em novo volume da Coleção Pensamento Contemporâneo, editada pela EdUERJ.

A entrevista percorre duas fases distintas da carreira acadêmica de Leôncio – na primeira, ele tem como objeto as classes trabalhadoras e os sindicatos; na segunda, os partidos políticos e as fontes sociais de recrutamento partidário – e sua intensa militância política. O entrevistado aborda, ainda, as divisões políticas entre esquerda e direita no Brasil, afastando-se dos estereótipos que, geralmente, permeiam essas questões. 

Sobre a chamada esquerda brasileira, da qual viriam mudanças sociais em uma direção oposta ao capitalismo, a partir da eleição de um presidente representante de um partido dito de esquerda (PT), Leôncio Rodrigues destaca que “Sindicalistas ou ex-sindicalistas raramente são revolucionários, ao contrário de alguns setores da classe média, como boa parte de intelectuais. O PT chegou ao poder dentro do sistema capitalista e da democracia, obedecendo às regras do jogo eleitoral.”


O livro é enriquecido por comentários de Rachel Meneguello, professora titular do Departamento de Ciência Política da Unicamp, que analisa a trajetória de Leôncio M. Rodrigues e enfatiza que seus trabalhos criaram parâmetros e orientações imprescindíveis para pesquisadores do cenário político brasileiro.

Por Thayssa Martins, graduanda de Letras – Inglês/Literaturas na UERJ e estagiária da EdUERJ.


Leôncio M. Rodrigues

Autores: Maria Andréa Loyola
ISBN: 978-85-7511-380-6
Nº de Páginas: 78
R$ 25,00